Segunda Mão em Setembro – O Que É e Porque Deves Participar

by Cath
0 comment

Já sabes que sou uma grande apologista de comprar em segunda mão.

Adoro como comprar em segunda mão ajudou-me a encontrar o meu estilo e como está disponível para todos. Embora possas reduzir o teu desperdício e poupar dinheiro, muitas das dicas que vejo online são um pouco mais elitistas – e embora eu queira mostrar que fazer menos lixo é para todos, eu sei que poder preocupar-me com o ambiente e não se tenho dinheiro para comer vem de uma posição privilegiada.

Descobri este desafio o ano passado, através da Charlotte do Girl Next Door Fashion, ela partilha conteúdo muito interessante e fiquei satisfeita por ter encontrado este desafio. Eu gosto muito de comprar em segunda mão e acredito que este tipo de desafios são uma boa forma de fazer com que as pessoas tomem ação.

Mas já me estou a adiantar, vamos primeiro falar do que é Segunda Mão em Setembro!

O que é Segunda Mão em Setembro?

A campanha, com nome original “Second Hand September”, tem como objetivo criar consciência do impacto da indústria da moda no planeta e é organizada pela instituição de caridade Oxfam.

O objetivo é comprar apenas roupas em segunda mão durante o mês de Setembro. Eu estou a torná-lo um pouco mais difícil (e divertido!) porque vou usar pelo menos uma peça de roupa que adquiri em segunda mão durante o mês todo de Setembro. Segue-me no Instagram para ver diariamente como me visto!

Impacto ambiental da indústria da moda

A pegada ecológica de roupa consumida no ano 2015 é de 195 milhões de toneladas de CO2e. A fase de uso é a que têm maior pegada ecológica na União Europeia, embora a produção também seja um terço das emissões CO2e.(*)

Mais que 8% das emissões de gás de estufa do mundo são produzidas pela indústria do calçado e de roupa.

A “fast fashion” introduziu um grande problema: ao tornar a roupa mais barata, a roupa tem cada vez mais se tornado em algo descartável. A roupa já não é feita para durar mas sim para voltarmos às lojas frequentemente.

Isto significa que, estamos não só a comprar mais – a consumir recursos do planeta e a poluir o mesmo para as produzir – como também a deitar a nossa roupa ao lixo com mais frequência.

Eis o problema: roupa que está boa está a ir para o lixo. Como sociedade, não estamos a honrar o trabalho e os materiais que a nossa roupa está a consumir para a usar.

Então, como podemos colmatar isso? Comprando roupa usada.

Isto é o que a Oxfam te está a pedir para fazeres este mês. Não deixes que a roupa chegue ao aterro, vende as roupas que já não usas e compra em segunda mão. Dá oportunidade a roupas que as pessoas já não querem mas que ainda estão em boas condições.

Este desafio começou na Inglaterra, daí o nome “Second Hand September”, mas não vejo porque não estendê-lo para o mundo inteiro. Precisamos todos de estar mais conscientes do nosso consumo.

clothes in a clothes rack in swap

Porque devo participar no Segunda Mão em Setembro?

É divertido!

Primeiro do que tudo, porque é divertido!

Eu podia deixar isto para o fim, mas porquê que as coisas têm de ser sempre sérias? É divertido desafiar-te a usar roupa usada durante um mês inteiro. A fatiga de decisões é real e mal posso esperar por ter regras no que posso usar em Setembro.

Segue pessoas no Instagram para teres inspiração e ideias para conjuntos! A hashtag é #SetembroSegundaMao (e #SecondHandSeptember caso percebas Inglês).

Eu vou partilhar o que visto todos os dias no Instagram por isso participa comigo e partilha o que vestes (faz-me tag! Adoraria ver!). Se preferes fazer algo mais privado, aconselho-te a tirar fotos todos os dias na mesma. Documentar o processo é uma ótima forma de manter-te motivado.

Toma consciência dos teus hábitos

Precisas de estar mais consciente do teu consumo. E isso pode ser difícil até participares num desafio como este.

Se não sabes quanto compras, é difícil entender o impacto ambiental que as tuas compras estão a criar.

Eu sei que pode ser difícil mudar de um dia para o outro “o chip”, mas não precisas de mudar para comprar zero em segunda mão para comprar tudo em segunda mão.

Experimenta durante este mês.

Este é o objetivo de fazer este desafio, é só um mês.

Em vez de comprar algo novo, tenta comprar em segunda mão ou mesmo não comprar.

Vai dar-te uma boa perspetiva do teu consumo e mostrar-te outras alternativas para o futuro.

Descobre o que é comprar devagar

Na mesma linha de pensamento, comprar em segunda mão dá um pouco mais de trabalho e é uma boa forma de entender se estás cada vez mais habituado a gratificação instantânea.

Não vou mentir, comprar em segunda mão é às vezes fácil mas quase sempre, demora mais tempo. Depende muito do que estás a tentar encontrar e se queres algo muito específico, talvez demore mais tempo a encontrar o que precisas.

Se estás habituado a conveniência de ter tudo disponível em pouco tempo, isto é um bom mês para parar.

Antes de clicares no botão de checkout, pára e pensa:

Preciso mesmo disto?

Posso comprá-lo em segunda mão?

Preciso mesmo disto agora?

Isto é o que deves perguntar-te a ti mesmo.

Talvez possas pedir emprestado a alguém em vez de comprar para um evento.

Comprar em segunda mão ensina-te a ser mais paciente ao comprar roupa.

Impactos ambientais e sociais

Já mencionei acima dos impactos que a indústria da moda têm no ambiente.

Sempre que estás a deitar fora roupa que está boa, estás a desperdiçar recursos e a pedir que mais recursos sejam usados para produzir as roupas que vais comprar a seguir.

Ao comprar em segunda mão, estás a permitir que estas roupas tenham uma vida mais longa, o que significa que menos recursos são consumidos.

E, se não queres saber do ambiente, deves pelo menos preocupar-te com o facto que as pessoas que fazem a tua roupa não terem boas condições de trabalho.

Isto está a melhorar mas não à velocidade necessária.

Um trabalhador bengáli precisava de ser pago 4.5 vezes mais o salário mínimo para ter condições de vida decentes e quase 9 vezes mais para poder suportar a sua família.

Uma em cada duas mulheres em fábricas têxteis no sudoeste asiático já foram alvo de assédio sexual.

Não quero contribuir para isto. O facto das tuas roupas serem baratas provavelmente está a custar a outra pessoa.

Ao comprar em segunda mão, mesmo que estejas a comprar de marcas que contribuem para isto, não estás a dar-lhes dinheiro diretamente. Estás a apoiar uma loja em segunda mão ou estás a dar dinheiro a alguém que iria deitar a roupa fora.

Podes ler melhor sobre os impactos sociais e ambientais na revista da Fashion Revolution 2020.

Participa no Segunda Mão em Setembro!

Já disse quão divertido vai ser?

Participa e vamos divertir-nos!

(*) http://www.ecap.eu.com/wp-content/uploads/2018/07/Mapping-clothing-impacts-in-Europe.pdf

https://quantis-intl.com/wp-content/uploads/2018/03/measuringfashion_globalimpactstudy_full-report_quantis_cwf_2018a.pdf

You may also like

Leave a Comment