5 dicas para ser mais desperdício zero sem gastar dinheiro

by Cath
0 comment

Uma das coisas que mais me incomoda no termo “desperdício zero” é que é algo impossível de ser realizado.

Mesmo não estando a consumir plástico e a comprar sempre a granel, continuamos a produzir lixo. É impossível viver sem desperdício neste mundo.

Além do mais, “zero waste” é algo para os mais privilegiados, aqui em Portugal muitas vezes (mas nem sempre atenção! depende dos produtos) é mais caro comprar a granel e há uma nova onda de produtos amigos do ambiente que são caros e não disponíveis para todas as carteiras.

E por isso decidi escrever isto, porque eu acredito que é possível poupar dinheiro e fazer menos desperdício.

Outra coisa que quero salientar, é que não precisas de mudar radicalmente para reduzir o teu desperdício, não precisas de ser uma pessoa “zero waster”. Se todos nós fizermos um bocadinho faz a diferença. Acredito muito nisso e espero que isto te inspire e não te deixe intimidado por tudo aquilo que precisas de comprar ou fazer.

Primeiro do que tudo, não precisas de comprar nada para reduzir o teu desperdício, podes começar JÁ.

Segundo, todos nós temos os nossos problemas e todos os caminhos para reduzir o nosso desperdício vão ser diferentes. Não te preocupes com tudo aquilo que DEVIAS fazer, foca-te naquilo que PODES fazer.

Como reduzir desperdício e ao mesmo tempo poupar dinheiro

Reduzir desperdício alimentar

Sabias que em Portugal (dados de 2010), cada Português desperdiçou 132kg de comida? E que nos Estados Unidos, cada pessoa desperdiçou 154kg? (fontes: aqui and aqui)

O desperdício alimentar é um grande problema pelo mundo e podes ajudar fazendo mudanças na tua cozinha. Não precisas de comprar algo desperdício zero para isto, já tens todas as ferramentas.

Há tanta coisa que pode ser feita para reduzir o nosso desperdício alimentar, desde planear refeições e usar tudo antes de ir ao supermercado. Fazer desafios de despensa de tempos em tempos para garantir que estás a usar tudo o que compras. As cascas podem ser utilizadas para inúmeras coisas, aqui podes descobrir como usar cascas de cenoura. Também podes fazer caldo de restos de vegetais e ossos.

Quando começas a descobrir todas estas coisas, vais acabar por encontrar usos para tudo. É divertido pensar em todas as possibilidades.

Tomar duches rápidos

Há imensas discussões sobre usar coisas de bamboo, palhinhas reutilizáveis, consumir em vez de reduzir. Reduzir deve ser sempre o nosso foco.

Reduzir o nosso consumo de água é algo ENORME para reduzir a nossa pegada ecológica. Uma forma simples de o fazer é tomando duches rápidos e, com o benefício de reduzir a conta da água ao final do mês.

Se te custa tomar duches rápidos, começa devagar. Um dia por semana toma um duche rápido. Não precisas de fazer tudo de uma vez. Todos os pequenos passos têm impacto.

Outra dica adicional, se a tua água demora muito tempo a aquecer, podes também guardar essa água para regar plantas ou para a sanita. Assim ainda estás a reduzir mais o teu consumo de água.

Reutilizar sacos de plástico

Se não podes comprar ou fazer sacos de fruta e legumes reutilizáveis, reutiliza os teus sacos de plástico. O grande problema em consumir plástico é porque maior parte das vezes são de utilização única. Não é difícil reutilizar sacos de plástico, podem ser lavados e depois pô-los a secar e reutilizá-los de novo. Na verdade, muitas vezes nem é preciso lavá-los porque antes de comer a fruta acabas sempre por a lavar. A mesma coisa para aqueles sacos “ziploc”, se gostas deles podes continuar a usá-los e reutilizá-los até à exaustão.

Gosto de alternativas como a Stasher mas são caras. Reduzir o teu desperdício não deveria ser sobre gastar dinheiro, não deixes que o dinheiro seja desculpa para não reduzires a tua pegada ecológica.

Comprar local

Comprar local é geralmente mais barato. Gosto de ir comprar a minha fruta e legumes às frutarias. Elas também vendem produtos frescos de outros países mas na sua grande maioria são produtos locais. Ao comprar local evitas comprar produtos que viajaram imenso para chegar até ti e com o benefício de ajudar a economia local.

Iniciativas como a Fruta Feia são muito boas para isto, não só estás a comprar local, estás a comprar algo que poderia ser desperdiçado porque não corresponde à “beleza normal “das frutas e legumes.

Comprar em segunda mão

Não podemos controlar a quantidade de coisas que estão a ser fabricadas todos os dias, mas podes comprar artigos em segunda mão que faz com que esses artigos tenham um maior tempo de vida.

Na Europa, apenas cerca de 15-20% de têxteis descartados são coletados (50% reutilizados, 50% downcycled), o resto é queimado ou vai para o aterro (fonte).

Comprar usado é reciclar! E é melhor para o ambiente porque o desperdício têxtil não é reciclado tão frequentemente como várias marcas nos tentam vendem.

Como nem todos os tecidos podem ser reciclados, eles muitas vezes são usados para outros materiais mas reciclar um vestido não significa que um novo vestido será feito dele.

Ao comprar usado estás a evitar que mais coisas vão para o aterro. Quantas coisas deitamos fora que poderiam ser usadas por outras pessoas?

Lembra-te de começar por pequenos passos!

Isto são algumas dicas que fazem um grande impacto, diz-me se começares a implementá-las!

You may also like

Leave a Comment