Autor: Cath

Workshop de Sapataria Artesanal

Workshop de Sapataria Artesanal

Descobri este workshop através de um anúncio no facebook. Normalmente não dou muita atenção a anúncios, no entanto este despertou-me a curiosidade. Já devem saber que me interessa muito fazer as coisas do inicio, desde fazer pão, tricotar, costurar, etc. Não há nada mais divertido […]

Artesanato Sem Tema – Episódio 4

Artesanato Sem Tema – Episódio 4

Vídeo Notas deste episódio Tricot Men’s Interchangeable Scarves – Lorna Miser Fio “Merino Extra” – Valeria di Roma Top Cascata – Filipa Carneiro Fio “Alfama” – Rosários 4 Compras Fio “Bijou” – Rosários 4 Música: https://www.bensound.com

Olá 27!

Olá 27!

Hoje é o meu aniversário. Já há alguns anos que não me sentia assim tão entusiasmada pelo meu aniversário. Quando estava fora do país, na Nova Zelândia e no Chile fazia-me falta estar com a minha família e os meus amigos. Sentia-me completamente deprimida e abatida. Para ser sincera, penso que o único ano em que não chorei foi o primeiro, ainda estava feliz de estar na Nova Zelândia pela primeira vez. Depois disso o meu aniversário era apenas um dia em que eu gostava de atormentar-me, não conscientemente mas era doloroso.

E até é “adulto” dizer: “ah eu não ligo muito ao meu aniversário”, “o meu aniversário é como um dia qualquer” e eventualmente comecei a absorver isso, e a dizer isso também. Festejar o meu aniversário como adulta parecia infantil. Mas ao dizer isto, não só estou a menosprezar o dia do meu nascimento, também estou a passar isso para as outras pessoas, se eu não ligo muito ao meu aniversário porque haverão elas de me fazer uma surpresa ou estar mais entusiasmadas com o meu aniversário?

E intuitivamente este ano visionei-o diferente. Este ano, embora vá trabalhar hoje, vou levar bolo e limonada com gás natural para o trabalho. Passei a noite toda ontem a fazer bolo, fiz dois na verdade, iguais mas mesmo assim levaram tempo. A limonada fiz-la no Sábado para estar pronta hoje. Ontem convidei as pessoas com quem me dou melhor no trabalho para irmos todos almoçar a algum lado perto. Amanhã vou para Paris com os meus pais e o meu irmão para estarmos todos juntos e dar a oportunidade a eles para visitarem o país em que viveram durante tantos anos pela primeira vez desde que voltaram. Eu já fui a Paris 2 vezes desde que saímos de França mas eles nunca. Vamos-nos divertir. Quando voltar farei um brunch com os meus amigos visto que hoje vou-me deitar cedinho para o voo de amanhã. Não será o melhor dia do mundo, principalmente porque tenho que trabalhar, no entanto tenho pessoas de quem gosto muito no trabalho e passá-lo com elas mesmo que seja em contexto de trabalho será bom.

E só com isto já me sinto mais feliz, não estou a pensar que estou a chegar aos 30, não estou a pensar em todas as coisas que preciso de fazer, estou apenas a pensar em aproveitar este dia. E estou pronta para abraçar os 27! Os 26 foram bastante duros, não posso dizer que tenha acontecido nada propriamente de mau mas tenho lutado muito internamente com os meus demónios interiores e lentamente tenho-me sentido melhor e estar um ano mais velha não me está a deixar ansiosa o que é um feito.

Se o vosso aniversário é importante para vocês digam-nos ao Mundo, ninguém vai adivinhar. Sejam bons para vocês próprios!

Vindimas pela primeira vez

Vindimas pela primeira vez

No Sábado passado tive a oportunidade de conhecer o processo das vindimas. A mãe do Daniel costuma fazer vinho todos os anos e fomos ajudar. Antigamente, o meu avô fazia vinho e azeite, era o ganha-pão da família. Ele faleceu quando eu era pequena, demasiado […]

Preparar a semana na cozinha

Preparar a semana na cozinha

Adoro cozinhar, mas às vezes cozinhar stressa-me. Não gosto particularmente de cozinhar durante a semana, por vezes (quase todos os dias ultimamente) não tenho muita paciência para estar na cozinha, quero aproveitar ao máximo as horas antes de ir dormir. Vai em marés na verdade, […]

5 formas de usar cascas de cenoura

5 formas de usar cascas de cenoura

Tenho a missão eterna de reduzir o meu desperdício na cozinha, especialmente cascas, aquelas coisas mais comuns de pormos para o lixo. Como vivo num apartamento e não faço compostagem, gosto de tentar utilizar tudo até ao máximo mas continuando a comer comida deliciosa. Quando estou em casa dos meus pais, este tipo de problemas não existe porque os restos de legumes e fruta vão para as galinhas, não é preciso inventar muito. Mas não me estou a queixar! Como alguém que adora inventar na cozinha, ter cascas para usar é só mais uma desculpa para andar a magicar na cozinha.

As cascas de cenoura são as cascas mais fáceis de usar, espero que esta publicação sirva de inspiração para que as gastem na cozinha!

 

Não descascar cenouras

Vou começar com a mais simples. Eu sei que o objetivo é mostrar formas de usar cascas de cenoura mas mesmo assim acho pertinente mencionar isto: não precisam de descascar cenouras!

Confesso que raramente descasco cenouras agora, nem para bolo de cenoura, poupa tempo na cozinha. Depois de uma boa esfregadela (uso as minhas mãos, mas se tiverem uma escova de legumes usem-na) estão boas. Prometo que o sabor não muda drasticamente, especialmente quando estão cozidas. Há uma pequena diferença de sabor a comê-las cruas mas desafio-vos a experimentarem. Se não gostarem, tenho montes de alternativas abaixo!

 

Fazer caldo de legumes

Podem fazer caldo de legumes com cascas de cenoura, cebola, parte da raiz do alho francês, etc. Guardem tudo no congelador até terem suficiente para fazer o caldo e quando estiverem preparados, basta deixar que ferva e diminuir para mínimo e deixar cozer durante uma hora. No fim terão um caldo de legumes saboroso sem aditivos prejudiciais à saúde.

 

Fritar cascas de cenoura

Super viciante e não demora muito tempo. Basta aquecer o forno a 200ºC, misturar as cascas com o vosso tempero favorito e azeite (meia colher de sopa por uma chávena de cascas) e espalhá-las num tabuleiro e pô-las no forno cerca de 10 minutos. Evitem encher demasiado o tabuleiro para assegurar que fiquem bastante estaladiças.

 

Incorporar em batidos

Adicionar as cascas de cenoura aos batidos tem duas vantagens: mais nutrientes e se não forem fãs do sabor da casca, um batido esconde o sabor. Adicionem ⅓ de chávena ao vosso batido favorito. Cenoura combina muito bem com ananás, laranja e beterraba.

 

Juntar aos salteados

Adoro salteados, é algo fácil de fazer e super bom. Adicionar as cascas é uma boa forma de dar um toque interessante ao salteado. Se não quiserem ter grandes pedaços no meio do salteado podem simplesmente cortar às tiras fininhas.

 

Bonus: Pesto de casca de cenoura

Não experimentei esta receita mas vi-a no The Kitchn e não pude deixar de partilhar: pesto de casca de cenoura! O quê? Estou curiosa! Até sou capaz de descascar mais cenouras para ter quantidade suficiente para fazer isto, depois atualizo para dizer como correu.

Qual é a vossa forma preferida de usar cascas de cenoura?

Última Semana – Agosto Desafio Despensa

Última Semana – Agosto Desafio Despensa

O desafio despensa de Agosto está oficialmente terminado! Foi mesmo um desafio e acho que o vou continuar até que os ingredientes mais difíceis de usar acabem. O que comi nesta última semana? Comi muitas vezes fora esta semana o que não ajudou a tirar […]

Semana 3 – Agosto Desafio Despensa

Semana 3 – Agosto Desafio Despensa

Finalmente gastei um pouco de wakame! Em cima foto do que fiz no Sábado, usei dois ossos do peito de frango (que ainda tinha alguma carne) e cozinhei para fazer um caldo. Ao mesmo tempo, adicionei 3 colheres de wakame em água. Comecei a fazer […]

Semana 2 – Agosto Desafio Despensa

Semana 2 – Agosto Desafio Despensa

Estava claro para mim que esta semana seria um bocadinho mais complicada para seguir o desafio, principalmente porque sabia que ia passar o fim de semana a casa dos meus pais. Fez logo com que eu perdesse muito tempo de cozinha mas no entanto foi um fim de semana super bom e deu para relaxar imenso, no Domingo até tive oportunidade de ir a um workshop de sapataria artesanal, partilharei mais noutra publicação.

Como correu a Semana 2 do desafio?

Na passada Quarta à noite, ambos estourados do dia de trabalho e sem vontade de cozinhar e nada preparado, comprámos uma pizza embalada para cada um para o jantar. Definitivamente ter as coisas preparadas é meio caminho andado para isto não acontecer mas infelizmente foi uma semana atribulada em termos de trabalho.

Na Quinta, viajávamos por causa de trabalho então chegámos a casa exaustos e às 10 da noite, um pão com presunto, foi isso o jantar para despachar.

De Sexta a Domingo não comi no Porto logo não gastei nada da despensa/frigorífico/congelador.

Na Segunda, para o jantar comemos entremeada no forno acompanhada de arroz e courgette. Mais uma courgette gigante gasta!

Cubos caril japonês

Ontem, usámos um pacote dos cubos de caril que comprámos no Japão. Incrível como o tempo passa e isto continua na despensa. A validade acaba hoje mas vamos usar noutra refeição. Estes cubos na verdade são muito fáceis de usar, não sei porquê que não o fazemos. Aproveitei e usei o resto das cenouras que estavam no frigorífico e mais metade de uma courgette, já a usar as courgettes que nasceram no meu apartamento e depois deram fruto em casa dos meus pais. É uma sensação boa comer algo que vimos crescer.

Hoje, aproveitámos o feriado e comemos pão ao almoço e para o jantar,foto acima, usei duas postas de pescada que estavam no congelador e pus no forno com sal e um bocadinho de oregaos acompanhado por um pouco de courgette. A minha mãe tinha-me dado feijão verde que ela tinha cozido no domingo e foi mais um acompanhamento para esta refeição.

Como foi a vossa semana deste desafio? Conto esta semana ter mais tempo para planear as refeições e ver se uso finalmente a alga Wakame que tenho aqui em casa, já tive a investigar e tenho algumas ideias!

Semana 1 – Agosto Desafio Despensa

Semana 1 – Agosto Desafio Despensa

A primeira semana do desafio começou com um calor infernal. Este calor é simplesmente horrível para mim, porque me custa a dormir e a fazer alguma coisa. Felizmente as temperaturas já baixaram e já tenho conseguido dormir muito melhor. O que comi nesta semana do […]