Reciclar num apartamento pequeno

Reciclar num apartamento pequeno

Desde pequenina queria reciclar em casa. Chateava-me muitas vezes com a minha mãe e perguntava-lhe: mas porquê que não reciclamos? E ela respondia: “os ecopontos são muito longe, temos de ir de carro até lá, não vou andar a fazer isso”. E eu, como não tinha carta, não tinha argumento para responder a isso, porque era realmente longe de casa para ir a pé. Era fazível fazê-lo todos os fins de semana, mas o meu eu mais preguiçoso ganhou nesse ponto.

Quando comecei a viver no Porto, deparei-me num dilema diferente “a casa é tão pequena que não sei onde pôr os contentores para separar o lixo” e confesso que isto foi uma das causas para ficar um ano a viver no Porto sem reciclar.

Eventualmente deixei de fazer desculpas, eu lá no fundo sabia que podia reciclar, não tinha um motivo tão grande como ter de usar o carro para ir deitar o lixo, na verdade mesmo à porta do meu prédio, existem ecopontos. Reciclar tinha de acontecer! Decidi pôr mãos à obra.

A minha primeira solução foi comprar um balde do lixo e dividi-lo com cartão em três partes iguais.

Esta solução durou cerca de 3 meses e tinha dois grandes problemas:

  • A secção reservada para o vidro estava vazia – Raramente recicla-se vidro cá em casa, guardo muitos frascos para ser usado em outras coisas e não bebemos álcool com frequência
  • A secção reservada para o plástico estava cheia – Apesar da redução, ainda é usado muito plástico e rapidamente o espaço reservado para o plástico ficava cheio.

recycling mini station
Ao ver uma caixa de detergente da roupa em casa dos meus pais tive uma ideia e tornou-se a solução perfeita para as necessidades daqui de casa.

  • Plástico – O balde do lixo ficou reservado exclusivamente para o plástico, embora esteja a reduzir o consumo de plástico, ainda usamos imenso. Se estiver a usar um saco de plástico daqueles mais fortes, depois de pôr o plástico na reciclagem, lavo o saco e volto a usar. Neste momento ando a tentar gastar aqueles sacos mais fraquinhos que ainda tenho por casa.
  • Papel – A caixa de detergente da roupa tem os papéis e, visto que em Portugal não é possível reciclar papel que tenha gordura ou sujidade, até agora não tem ficado suja. Assim a caixa vai até ao ecoponto, é despejada e volta para casa.
  • Vidro – Para o vidro, não existe nenhum sítio específico para ele em casa. Visto que não pomos material de vidro para reciclar com frequência, quando temos algo, deixamos em cima da mesa da cozinha e quando saímos levamos connosco. Não provoca muitos problemas e poupa espaço em casa.
  • Óleo Alimentar – Embora não ocupe muito espaço cá em casa, digo-vos o que faço: tenho dois frascos: um que tem o óleo que foi usado e que dá para usar novamente e outro onde tem óleo que já não dá para usar outra vez, vou pondo até ficar cheio e depois ponho no Óleão.

Esta solução é perfeita para o nosso estilo de vida. Conheço algumas pessoas que todos os dias vão à reciclagem, assim não precisam de ter baldes do lixo em casa para isso, isso não dá para nós, somos demasiado preguiçosos penso eu. E vocês? Como reciclam em vossa casa? E se não reciclam, espero que mostrar-vos a minha organização vos inspire a começar a reciclar, mesmo tendo um pequeno apartamento!



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *