O Nosso Apartamento: Quarto

O Nosso Apartamento: Quarto

Mostro-vos o meu quarto. É sem dúvida, a divisão mais bonita da minha casa. A cozinha, a sala e a wc acabam por ser divisões em que é muito mais importante dar prioridade à utilidade e não tanto à sua beleza. Digo-vos também isto: o quarto é a divisão maior da minha casa! E como vão ver nas fotos, está longe de ser um quarto muito grande, mas é suficiente para aquilo que precisamos.

Quando vim para esta casa, as paredes não estavam desta cor. Eram de tom beje, aquele beje super desinteressante, a tinta por defeito da maioria das casas.
Numa das minhas idas à Nova Zelândia, a minha mãezinha foi um amor e pintou-me tanto a entrada como o quarto! O quarto ficou com este azul, estava com algum receio quando a minha mãe me contou que tinha pintado com azul escuro mas quando o vi pela primeira vez, percebi que foi muito boa ideia, deu um ambiente descontraído ao quarto.

A cómoda amarela também sofreu uma pintura, desta vez da minha parte. Foi a primeira renovação a sério que fiz para a casa. Comprei a cómoda usada no OLX e consegui que me viessem deixá-la em casa, tudo isto por 25€.

Antes e durante processo de pintura
Antes e durante processo de pintura

Comprei isto pouco depois de ter partido o tornozelo, ainda estava de muletas mas já não tinha o gesso. A minha sala, como vivia sozinha, tornou-se um campo de batalha e, depois de pôr um lençol como protector de chão, pus mãos à obra. Todos os dias ao chegar do trabalho lá estava eu. Deu-me imenso gozo fazer esta renovação porque depois de tanto tempo engessada tinha algumas saudades de fazer algo diferente de estar no computador ou ver séries. Nunca pintei os puxadores como devia e mesmo com esse defeito, estou orgulhosa do resultado.

A parte de cima tem as minhas bugigangas, colares, anéis, etc. e serve também de mesinha de cabeceira.

Bugigangas na cómoda

Esta fotografia (peço desculpa por estar super desfocada mas é a única que tenho que mostra o quarto em totalidade), mostra como estava o meu quarto inicialmente. Tinha o beliche onde eu e o meu irmão dormíamos quando ainda vivíamos em França, senti-me grata por os meus pais guardarem tudo, assim tive a sorte de não ter de gastar dinheiro numa cama. Esta foto já é da altura que eu estava com o tornozelo partido pois desde aí comecei a dormir em baixo, com duas caixas de fruta ao contrário e cobertas por uma toalha de mesa pequena, fiz a minha mesinha de cabeceira. A outra estrutura da cama dava jeito para por todo o tipo de roupa e porcaria 🙂 Essa acabou por ficar o sofá, depois mostro-vos quando mostrar a nossa sala!

Quarto antigamente

Obviamente, quando eu e o Daniel começámos a viver juntos tivemos de comprar uma cama e um colchão, eu só tinha coisas de solteiro. Decidimos logo que a cama tinha de ter arrumação visto que extra arrumação em pequenos apartamentos nunca pode faltar. Acabámos por nos decidir por uma cama bonita que vimos na Conforama e foi lá que comprámos também o colchão.

Gavetas de cama

A cama tem um pequeno espaço para por coisas, penso eu com o objectivo de fazer mesinha de cabeceira, mas já passou algum tempo e nunca nos habituámos a usar isso como mesinha de cabeceira, não é prático, no meu lado acaba por ter os meus livros e cadernos.

Cantinho mesa de cabeceira

Para além da cama, quando ele começou a viver comigo, comprou-se um armário grande. Mais arrumação! Foi o primeiro grande item de mobiliário que montámos juntos!

Quarto

Em cima do roupeiro estão as nossas malas de viagem e dá jeito porque tapa a luz da casa de banho, se repararem bem, há uma janela entre as duas divisões. Ao lado do roupeiro é onde guardamos a nossa tábua de passar a ferro, foi uma tábua que remodelei, podem ler mais aqui sobre como o fiz.

Quando fui viver para esta casa, o meu pai ofereceu-me um roupeiro branco do IKEA (ANEBODA) e, embora tenha idealmente teríamos apenas o roupeiro grande, este acabou por ficou lá porque dá jeito e confesso que lhe chamamos o buraco negro. Tudo aquilo que não consegue ser guardado noutro canto da casa vai para lá, já andei a fazer caixas para facilitar a organização do buraco negro mas é incrível as categorias diversas de objectos que tem lá dentro.

As caixas em cima do roupeiro branco têm uma variedade de coisas: botas no verão, sandálias no Inverno, meias calças e caixas de aparelhos electrónicos que ainda estão em garantia.

E não menos importante, o nosso cesto da roupa suja também do IKEA (SKUBB) e o nosso cabide de porta, tem maioritariamente a roupa que foi usada uma vez e que dá para mais uma vez e algumas malas minhas. Estes tipos de cabides são a salvação pela casa toda, irão descobrir isso à medida que vou partilhando a casa! Adoro-os!

Cabide da porta e cesto da roupa suja

No mês passado, o Daniel comprou uma televisão para o quarto, tentei resistir a isto durante muito tempo mas ele comprou-a há pouco tempo e está feliz. Mostro uma foto de como está o quarto depois da televisão pendurada, quando tirei as outras fotos do post ainda não tínhamos televisão. Definitivamente tira um pouco a paz do quarto mas deixa uma pessoa muito feliz por isso acho que está bem!

Televisão do quarto

Outra coisa que mudei recentemente no quarto foi mudar a lâmpada para uma yeelight, é prático porque permite-nos desligar a luz da cama e assim já não preciso de ter uma luz na cama! Também é bastante útil porque podemos ligar com uma luz mais escura, de manhã uma luz forte custa um bocadinho!

E por hoje é tudo! Deixo-vos uma foto com a cama desfeita porque raramente fazemos a cama, e não quero que pensem que o meu quarto está sempre assim tão perfeitamente organizado, gostava mas nem sempre acontece!

Cama desfeita



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *