Reduzir Desperdício Alimentar Em Casa: O Guia Completo

by Cath
0 comment

Porquê reduzir desperdício alimentar

Não podes controlar se aquilo que pões na reciclagem será reciclado.

Não podes controlar a quantidade de desperdício que a indústria gera para fazer a comida chegar até ti.

Mas podes reduzir o teu desperdício alimentar.

Reduzir o teu desperdício alimentar é uma das coisas com mais impacto que podes fazer para contribuir para uma vida mais sustentável.

Mas agora estás a pensar: mas tudo o que eu deito no lixo é orgânico. Eventualmente será decomposto no aterro. Não interessa.

E aí é que te enganas.

E até há pouco tempo eu acreditava no mesmo.

Porquê que o desperdício alimentar não deve estar no aterro

Ao decompor no aterro, o desperdício alimentar liberta metano, um gás de estufa mais potente que o dióxido de carbono.

Assustador certo?

Resíduos orgânicos decompõem-se no aterro mas não é o sítio certo para o fazer. A compostagem é a melhor solução neste momento, mas ainda não existe uma boa infraestructura neste momento na maior parte dos países.

Tudo o que podemos fazer para evitar tanto desperdício alimentar é útil para o ambiente.

Gratidão pela nossa comida

Embora eu tenha falado até agora de um ponto de vista ambiental, quero também discutir a quantidade de comida que é desperdiçada que poderia ser usada para dar de comer a outra pessoa.

Não é preciso ir para países mais pobres para ver fome.

Há fome em todo o lado e sim, há instituições e bancos alimentares que tentam ajudar algumas destas pessoas mas mesmo assim não é suficiente.

Precisamos de agradecer o facto de podermos comprar comida e porque não fazê-lo ao usar toda a comida que compramos?

E sem mais demora, todas as ações que podes fazer para reduzir o teu desperdício alimentar.

Como Reduzir Desperdício Alimentar

A maior parte do desperdício alimentar que fazemos, é desperdício que nem chegámos a tocar.

Comida que estava em bom estado quando chegaste a casa com ela.

Mas esqueceste que existia.

E toda a comida podre acaba no aterro.

E isso significa, que a prioridade deve ser sempre, evitar que o desperdício alimentar aconteça.

E com isto quero dizer, tomar medidas antes de algo ficar em mau estado. Ou não chegar a comprar, o que me leva ao meu primeiro ponto.

Comprar Menos

Se estás a deitar fora produtos frescos todas as semanas, estás a comprar demasiado.

Eu sei que por vezes parece que temos de estar preparados para tudo.

Se queres ter comida para visitas inesperadas, porque não comprar algum ingrediente em lata para uma refeição rápida? O feijão é um alimento muito versátil e bastante útil para ter sempre na despensa.
A verdade é, se tens menos comida no frigorífico ou na despensa, vais fazer decisões mais rápidas porque tens menos opções.

E menos opções significa menos ansiedade o que te torna uma pessoa mais feliz. “Fatiga de decisão” é algo real.

Planear Refeições

Muito do desperdício alimentar que ocorre em casa é resultado de não saber o que está no nosso frigorífico ou na despensa.

Aqui é que planear refeições é um aliado importante.

Se decidires tirar um pouco de tempo para planear refeições, sabes o que tens para comprar e o que precisa de ser utilizado primeiro. Assim reduzindo o teu desperdício alimentar.

Outro bonus é retirar a eterna questão “o que vai ser o jantar?”, aposto que não sou a única que se sente ansiosa com esta pergunta. Vai aparecendo durante o dia e se não tenho uma resposta para ela continua a chatear-me.

Quando planeio as minhas refeições, sei o que vou comer, e sei que tenho tudo o que preciso para a fazer, é só chegar a casa e executar.

Ir às compras com um plano e sem fome

Eu sei que toda a gente diz isto mas é tão verdade por isso vou repetir: não vás às compras quando tiveres fome.

Não só vais comprar mais do que precisas como também vais comprar mais comida de plástico.

Se eu vou ao supermercado com fome, eu sei que vou comprar aquela tablete de chocolate.

Reconhece estes padrões e luta contra eles ao ir apenas às compras com o estômago aconchegado.

Isto vai ser bom para a tua saúde, a tua carteira, E o planeta. Não há nada melhor que isto.

E além do mais, para reduzir desperdício alimentar, faz uma lista de compras. Isto idealmente seria feito antes de planeares as refeições para a semana.

Criaste uma lista baseada com o que tens em casa e tudo o que precisas comprar é o que falta para concretizares o teu plano de refeições.

Nada a mais, nada a menos.

Ir às compras quando todos os produtos frescos já se comeram

Isto é um pouco mais extremo mas pode funcionar para ti se tens a tendência de fugir às tuas listas de compras.

Apenas podes ir ao supermercado quando comeres todos os produtos frescos. Tudo aquilo que se pode estragar. Fruta, legumes, são bons exemplos disto.

É um desafio engraçado para fazer. Experimenta!

Preparar refeições

tupperwares de comida

Se planear refeições é a melhor forma de não pensares na pergunta “o que vai ser o jantar?”, preparar refeições é a melhor forma para combater aqueles dias em que não queres cozinhar.

Eu sei, estás cansado e a última coisa que queres fazer é cozinhar aquela comida saudável que pensaste fazer no início da semana.

Talvez o que te apeteça mesmo é pedir comida ou ir a um restaurante.


Estás demasiado exausto.

Planear refeições é possível mesmo para pessoas ocupadas.

E ao planear refeições, não estás apenas a comer comida caseira boa que preparaste, como também estás a reduzir o teu desperdício alimentar.

Porque se vais comer fora mesmo com o frigorífico cheio de comida, estás a deitar ao lixo produtos frescos que podiam ser usados.

Fazer regularmente desafios de despensa

Mesmo que não queiras, acabamos sempre por nos esquecer de coisas que estão na despensa.

Somos criaturas de hábitos e comemos a mesma coisa várias vezes.

E compramos ingredientes especiais para receitas que vemos online. E acabamos por não usar esse ingrediente totalmente.

E aqui é que o desafio de despensa entra. Estes desafios têm como objetivo fazer com que uses tudo o que tenhas na despensa, frigorífico, e congelador. Sem ir às compras.

Ao dar restrições acabas por pensar mais fora da caixa e a reduzir o teu desperdício alimentar.

É horrível deitar fora comida fora do prazo de validade, não é? Também não gosto.

Confia nos teus sentidos em vez de prazos de validade

Muitos prazos de validade são estimativas e não precisas de deitar comida que está boa para o lixo só porque está fora do prazo.

Como iogurte fora do prazo frequentemente, se o iogurte não está inchado, o iogurte está bom. Nunca fiquei com uma intoxicação alimentar por o fazer.

Outro exemplo são especiarias.

Na minha experiência, elas não se estragam, mas perdem a sua potência, o que significa que tenho de usar mais que normalmente usaria num prato.

Usa os teus sentidos para perceber se podes comer esta comida ou não.

A sua cor, o seu cheiro, o seu toque, podem ser tudo indicadores que algo está mal.

Comer os restos

Se sobraram restos, come-os.

Podes fazer um prato cheio de restos uma vez por semana ou então fazer sempre um acompanhamento diferente para variar um pouco.

Podes também fazer outro tipo de refeições para não sentires que estás sempre a comer a mesma coisa. Um bom exemplo, é ter restos de frango guisado e usá-lo para tacos.

Se não gostas de comer restos (não sei como! Estás a perder muito!), foca-te em fazer menos comida e cozinhar apenas aquilo que vais conseguir comer.

Guardar corretamente a comida

Uma forma muito fácil de reduzir o teu desperdício alimentar é guardar corretamente as frutas e os legumes.

Quantas vezes compraste vegetais que após alguns dias já não estão bons para comer?

Se podes aumentar o tempo de vida dos produtos frescos em tua casa, tens mais tempo para os usar e não desperdiçar tanta comida.

Descobre como guardar corretamente frutas e legumes sem plástico com o meu guia grátis, regista-te abaixo!

Conservar comida

Congelar

Queres saber um truque engraçado?

Se sabes que não vais conseguir usar algo antes de se estragar, congela-o.

Podes congelar refeições ou vegetais.

Eu gosto de cortar frutas e legumes e depois congelá-los.

Isto ajuda a reduzir o meu desperdício porque estou a congelar comida que ia deixar apodrecer no frigorífico.

Outro ponto positivo é que ter fruta e legumes congelados prontos para usar é o melhor quando não queremos ter muito trabalho mas queremos fazer uma refeição saudável e nutritiva.

Conservas

Aproveita o máximo de cada estação ao consumir frutas e legumes dessa estação durante meses. Como? A fazer conservas.

Se tens a sorte de ter árvores cheias de fruta ou pessoas que te dão montes de fruta e legumes que eles têm nas suas hortas, nem precisas de gastar dinheiro ao fazer estas conservas.

Adoro fazer conservas de molho de tomate.

Faço uma grande quantidade de molho de tomate todos os anos e assim passo alguns meses (não todo o ano, gostamos demasiado de molho de tomate) a comer este molho.

Mas a verdade é que há muita comida que podes conservar. Há pouco tempo, experimentei conservar pêssegos, os meus pais tinham muitos, e foi um sucesso.

E se fizeres muitas conservas, se achas que não as vais conseguir comer todas, elas são boas prendas para dar.

Cozinhar com cascas, ossos e outros em vez de os deitar para o lixo

Há tanto potencial com estes restos de frutas e legumes, e mesmo de carne. Algo que sempre pensámos em deitar para o lixo pode-se comer.

Começa por reparar no que pões no lixo todos os dias.

Estás a deitar mais comida que pensavas certo?

Podes usar estes restos para fazer cascas de batata fritas ou fazer um caldo de legumes delicioso e congelar para mais tarde. As cascas de cenoura podem ser usadas em imensas coisas.

Podes fazer vinagre com caroços e cascas de maçãs.

Há tanta comida que estás a pôr no lixo todos os dias que têm imenso potencial!

woman giving vegetables

Foto de OLIO

Doar

Se sabes que não vais conseguir comer a comida antes de se estragar, uma outra alternativa é doar a comida.

Aos teus amigos, à tua família, aos teus vizinhos.

Muitas organizações também aceitam a comida, descobre se tens alguma perto de ti.

Outra opção é doar comida usando o teu telemóvel, através da app OLIO.

Organizar uma festa

Muitas coisas para comer?

Organiza uma festa e põe toda a comida à disposição.

Faz várias entradas em vez de um prato.

Não só vais ter variedade, como também vais conseguir usar a comida que tens menos quantidade.

Diz aos teus amigos para trazer os seus restos também.

Chama esta festa a “Festa do Desperdício Alimentar” e traz consciência do tamanho deste problema.

people holding wine glasses with too good bags

Foto de Too Good to Go

Reduzir desperdício alimentar ao comer fora

Os restaurantes produzem uma grande quantidade de desperdício alimentar, desde aquilo que não vemos, às porções grandes que nos são servidas e que não comemos.
Há bastantes melhorias para fazer nesta área.

Mas tu também podes fazer mudanças a próxima vez que fores comer fora.

Se não estás com muita fome, pede uma porção mais pequena ou escolhe outro prato.

Isto parece bastante óbvio mas nem sempre é fácil de fazer.

Estás a comer fora. Queres sentir-te especial.

Mas não tens fome. Mas queres comer algo especial na mesma.

Não precisas de abdicar um pelo outro, podes escolher algo especial do menu que não seja tanta comida.

Ou podes pedir ao empregado para mandar vir uma porção mais pequena do prato. Muitos restaurantes não têm problema em fazer isto, mas claro não podes exigir um desconto só porque estás a comer uma porção mais pequena.

Traz o teu recipiente de comida para levar os restos para casa

Isto já é comum em vários países, mas outros como Portugal, ainda não se vê muito.

Se os clientes começarem a exigir este tipo de comportamento, os restaurantes vão ter que mudar porque querem manter os clientes. É assim que funciona.

Por isso, se queres ver mudanças, começa por tentar que aconteçam perto de ti.

Pedir comida

Em vez de pedires comida a partir das apps mais famosas, porque não apoiar apps que reduzem o desperdício alimentar?

Eu sei que por vezes estamos muito preguiçosos para cozinhar e se queremos encomendar comida, porque não juntar o melhor destes dois mundos?

Fazer compostagem

Idealmente, esta seria a tua última opção.

Pôr resíduos na compostagem significa que já deste tudo o que podias por esta comida.

É muito difícil reduzir completamente o desperdício alimentar sem fazer compostagem.

Se tens um jardim ou um pequeno espaço fora, podes fazer o teu próprio compostor com materiais reciclados. Até podes fazer apenas uma pilha sem qualquer estrutura e isso já é a tua compostagem.

Se não tens acesso a um jardim, podes fazer vermicompostagem no teu apartamento.

Se nenhuma destas opções funciona para ti, podes investigar um programa de compostagem comunitária na tua zona e contactá-los.

Nalgumas cidades, os municípios vão buscar resíduos orgânicos a tua casa. Mal posso esperar para isto acontecer em todo o lado! Já há um projeto piloto na minha cidade mas ainda não está disponível onde vivo.

Outra alternativa é usar o Sharewaste, ShareWaste é uma aplicação que conecta pessoas que têm um compostor com pessoas que têm resíduos orgânicos.

Estás pronto para reduzir o teu desperdício alimentar?

Começa com uma destas dicas hoje e reduz o teu desperdício alimentar. Deixa-me um comentário para saber como está a correr.

You may also like

Leave a Comment