Porquê que usar o copo menstrual mudou a minha vida

by Cath
0 comment

Não me importo de ter o meu período. É estranho dizer isto mas desde que comecei a ter o período, esta semana era muito stressante para mim. Explico-te os meus sentimentos em relação ao período antes e depois de usar o copo menstrual.

Antes de usar copo menstrual

Quando era mais nova (e apenas usava pensos) estava sempre paranóica de manchar as minhas calças. Aconteceu a algumas raparigas e tinha muito medo que me acontecesse a mim. As crianças podem ser muito más e eu vivia apavorada de isso algum dia acontecer

Mas ainda manchei as minhas calças algumas vezes. No entanto, sempre que manchei as calças tive sorte em nunca ter sido detectado por outras pessoas. Normalmente reparava antes e escondia imediatamente. Aquela moda de andar com a camisola à volta do rabo? Sinto-me eternamente grata por toda a gente andar assim, não parecia estranho eu estar assim também.

Entretanto, fui para o secundário e fiquei grande amiga de uma rapariga que usava tampões. A minha mãe nunca usou tampões por isso não recebi muitos conselhos de como os usar. Tinha algum receio do que aconteceria, será que poderiam ficar perdidos na minha vagina?

Mas esta rapariga deu-me todos os conselhos sobre usar tampões, também me recomendou a sua marca favorita (que acabou também por ser a minha) e usar tampões afinal não era nada de mais. Gostava particularmente de não sentir o sangue a descer, sempre detestei essa sensação de usar pensos higiénicos.

Claro, que agora que usava tampões, andava com um fio ali sempre e que por vezes acabava por o molhar quando ia à casa de banho, mas apesar dos seus contras eu estava bastante satisfeita com a mudança.

Depois disso, não mudou grande coisa. Durante anos foi uma combinação de pensos e tampões descartáveis mas nunca foi muito cómodo. Aquela sensação do tampão a descer quando está cheio, pensar nas logísticas para mudar o tampão antes de ter passado o tempo máximo recomendado, ter que ir ao supermercado comprar pensos no início do período porque não os tinha em casa, toda esta preocupação constante na minha cabeça era chata. Claro que não ajuda já ter uma natureza demasiado ruminativa.

E depois comecei a usar o copo menstrual. E tudo mudou.

Porquê que eu decidi comprar um copo menstrual?

Comecei a pensar comprar um copo menstrual quando li sobre a quantidade de químicos necessários para fazer tampões e pensos descartáveis e que todos esses químicos poderiam ser absorvidos pela minha vagina. Isso assustou-me.

Além disso, também é uma grande quantidade de lixo. Muito sinceramente, eu estava mais preocupada com a minha saúde mas quando se começa a fazer as contas de quantos produtos de higiene feminina descartáveis vamos usar durante a nossa vida, é difícil ignorar. Tudo isto vai para o aterro, não é reciclado, é só lixo.

Acabei por me convencer a mim mesma, há 5 anos atrás, a comprar um copo menstrual. Foi preciso andar a matutar naquilo há algum tempo (outra vez esta natureza ruminativa!) pois não é nada barato mas estou muito feliz por ter feito este investimento. Comprei a Lunette caso estejas curiosa, tenho gostado bastante dela e considero um bom copo menstrual para quem não tem experiência.

Depois de usar o copo menstrual

Depois de me habituar a pôr o copo (uma daquelas coisas que vais ter de descobrir sozinha, aqui depende muito de pessoa para pessoa, é difícil ajudar), usar o copo menstrual é sinónimo de liberdade.

Esqueces que ele está lá, acabas mesmo por esquecer que estás com o período.

Para mim, o dia passa e parece um dia normal e não um dia de período (se eu ignorar o facto de estar a comer quantidades industriais de chocolate). Para veres ao cúmulo que chegou, já aconteceu só me lembrar de tirar o copo quando me estava a deitar. Nunca tive este sentimento quando usava tampões, embora fossem confortáveis nunca me deixaram esquecer que estavam lá.

Para além do mais, aquela sensação horrível de sentir o tampão cheio e de sentir que a qualquer momento vai escorregar da vagina, não acontece quando se tem o copo menstrual. O copo menstrual fica sempre no sítio, apenas se repara que está cheio quando começa a haver fugas.

O meu período já não é stressante. Existe, eu aceito-o e não me consome, já não há um espaço alocado no meu cérebro para ele nesta semana do mês.

Nunca teria dito isso há 10 anos atrás, mas não me importo de ter o meu período, venha quando vier. Tenha de ir para a piscina, para o mar, passear, andar de bicicleta, estar em casa, qualquer atividade não é problemática com o copo.

E usar o copo tem mais duas grande vantagens: não estou a absorver químicos que podem vir a ser malefícios para a minha saúde e estou a reduzir o meu impacto ao não comprar pensos e tampões descartáveis. Ainda tenho alguns dos meus tempos “pré-copo menstrual” e uso-os esporadicamente quando tenho um voo de longa duração porque não me agrada viajar tantas horas com o copo.

Recomendo experimentares se tiveres as possibilidades financeiras para o comprar. Vai mudar a maneira como vês o teu período.

A primeira vez que usares o copo, usa-o num dia de bastante fluxo para teres alguma lubrificação a inserires o copo. Como vai ser a primeira vez vai demorar algum tempo a entender qual é a posição melhor para ti. Não te esqueças o copo está bem posto se não o sentires, ou seja, não deve estar a fazer nenhuma pressão dolorosa.

Partilha caso acabes por comprar o copo menstrual depois de ler esta publicação, adoraria saber como correu!

You may also like

Leave a Comment