O que levar para uma viagem em trabalho

by Cath
0 comment

Nunca tive uma viagem em negócios que durasse menos que 2 meses, é difícil estar longe da família e dos amigos, longe da nossa casa e a trabalhar imenso. Tenho sorte em trabalhar com o meu namorado e temos viajado frequentemente juntos (mas trabalhar com os nossos namorados é um desafio, não é sempre fácil!) por isso pelo menos temos-nos um ao outro não é assim tão mau mas ir numa viagem de longa duração em trabalho é duro, especialmente depois das primeiras viagens em que é tudo uma novidade.

Já viajei várias vezes em trabalho e maior parte delas estavam entre os 2 e 3 meses por isso tenho ficado pro a fazer a mala para tanto tempo. Daí estar a escrever esta publicação, algumas das coisas que vou mencionar podem ser óbvias, outras nem tanto. Ao longo deste tempo, tenho aprendido que coisas muito simples fazem uma grande diferença no meu bem-estar quando estou fora. Daí hoje querer partilhar convosco o que levo numa viagem em trabalho.

Se estão a ficar num apart hotel na vossa estadia (prefiro apart hotels porque não gosto de estar sempre a comer fora) aproveitem e deem uma vista de olhos à minha publicação sobre o que levar para cozinhar num apart hotel.

Hobby

Sempre que vou numa viagem em trabalho parece que toda a minha vida é trabalho, respiro trabalho. Qual é a solução? Levar um hobby. Faz tanta diferença ter algo para se dedicar que não seja trabalho. Por isso aconselho a trazerem um ou dois hobbies. Como rainha de 50 mil hobbies eu sei que parece difícil escolher apenas um ou dois mas provavelmente vão ter menos tempo e definitivamente não há espaço na mala para tantos. Escolham um ou dois hobbies para trabalharem quando estiverem fora. Eu normalmente levo um projecto mais uns livros para ler. Só isso!

Roupa que adorem, que combine entre si e que possa sobreviver lavandarias

Devem já conhecer armários cápsula, é impossível não fazer um armário cápsula quando vivemos de uma mala. Assim é importante escolher roupa que vão usar repetidamente sem problemas. Ponto importante a considerar: se trouxerem roupa que precise de mais cuidado lavem-na à mão e não a ponham na lavandaria do hotel (por isso trago o próximo item da lista) ou então não a tragam. Nem sempre vão receber o cuidado que desejam para as vossas peças favoritas por isso não arrisquem.

Detergente para lavar roupa à mão

Trago sempre algum comigo, é algo que está disponível para comprar em qualquer lado mas porquê? Nunca uso muito e seria um desperdício comprar sempre que fosse para fora.

Laundry hamper

Cesto da roupa dobrável

Maior parte dos sítios onde tenho estado não têm um sítio para pôr roupa suja. Não é fácil saber o que fazer com ela por isso comprei um cesto de roupa dobrável por 2€ e trago-o em todas as minhas viagens, é suficiente para dois e não ocupa espaço nenhum na mala. Acabou a roupa no chão!

Organizador de roupa

Enquanto estive na Nova Zelândia, os apart hotels onde eu ficava, não tinham muitas gavetas para guardar a roupa, coisas como roupa interior e cachecóis ficavam na mala durante meses. Eventualmente cansei-me disso e trouxe um organizador de roupa que usava na Universidade e não acredito que tenha esperado tanto para o fazer. Este é compluicado de saber se será ou não necessário, principalmente se for a primeira vez que vão para fora. Se tiverem possibilidade de contactar o alojamento, não custa nada.

Medicamentos

Gosto de estar preparada e detesto descobrir que medicamento de outro país vai funcionar para o meu problema. Prefiro sempre trazer os básicos comigo.

Garrafa de água reutilizável

Trago sempre a minha garrafinha. Trabalho em escritórios que me dão possibilidade de encher a minha garrafa, assim evito um pouco mais de plástico no meu dia-a-dia. Também a trago sempre na minha bagagem de mão para ir enchendo nos aeroportos enquanto estou em viagem.

Lenços de pano

Foi a primeira vez que trouxe pois antes usava lenços de papel. Como parte da minha caminhada para reduzir o meu impacto ambiental, comecei a usar lenços de pano e assim trouxe-os para caso fossem necessários durante a minha estadia – e já foram porque estive constipada na primeira semana em que cá estive.

Sacos reutilizáveis de fruta e legumes

Outra coisa que não levava antes. Como agora os meus sacos reutilizáveis andam comigo para todo o lado claro que os tive que levar para o Chile. Sou muito menos amiga do ambiente durante as minhas viagens em trabalho, trabalho mais logo tenho menos tempo para comprar a granel e evitar plástico. Como nada pode ser perfeito, estes sacos permitem-me diminuir um pouco a minha pegada e eu acredito que pequenas ações são melhor que nada.

Extensão

Com apenas um adaptador de tomada, a extensão permite-me ligar tudo sem me preocupar muito. Talvez se não fossemos dois não precisaríamos disto mas com dois dá jeito.

Isto são algumas das coisas que trouxe nesta viagem. O que consideram ser útil trazer nestas viagens em trabalho de longa duração? Digam-me nos comentários.

You may also like

Leave a Comment