Olá 27!

Olá 27!

Hoje é o meu aniversário. Já há alguns anos que não me sentia assim tão entusiasmada pelo meu aniversário. Quando estava fora do país, na Nova Zelândia e no Chile fazia-me falta estar com a minha família e os meus amigos. Sentia-me completamente deprimida e abatida. Para ser sincera, penso que o único ano em que não chorei foi o primeiro, ainda estava feliz de estar na Nova Zelândia pela primeira vez. Depois disso o meu aniversário era apenas um dia em que eu gostava de atormentar-me, não conscientemente mas era doloroso.

E até é “adulto” dizer: “ah eu não ligo muito ao meu aniversário”, “o meu aniversário é como um dia qualquer” e eventualmente comecei a absorver isso, e a dizer isso também. Festejar o meu aniversário como adulta parecia infantil. Mas ao dizer isto, não só estou a menosprezar o dia do meu nascimento, também estou a passar isso para as outras pessoas, se eu não ligo muito ao meu aniversário porque haverão elas de me fazer uma surpresa ou estar mais entusiasmadas com o meu aniversário?

E intuitivamente este ano visionei-o diferente. Este ano, embora vá trabalhar hoje, vou levar bolo e limonada com gás natural para o trabalho. Passei a noite toda ontem a fazer bolo, fiz dois na verdade, iguais mas mesmo assim levaram tempo. A limonada fiz-la no Sábado para estar pronta hoje. Ontem convidei as pessoas com quem me dou melhor no trabalho para irmos todos almoçar a algum lado perto. Amanhã vou para Paris com os meus pais e o meu irmão para estarmos todos juntos e dar a oportunidade a eles para visitarem o país em que viveram durante tantos anos pela primeira vez desde que voltaram. Eu já fui a Paris 2 vezes desde que saímos de França mas eles nunca. Vamos-nos divertir. Quando voltar farei um brunch com os meus amigos visto que hoje vou-me deitar cedinho para o voo de amanhã. Não será o melhor dia do mundo, principalmente porque tenho que trabalhar, no entanto tenho pessoas de quem gosto muito no trabalho e passá-lo com elas mesmo que seja em contexto de trabalho será bom.

E só com isto já me sinto mais feliz, não estou a pensar que estou a chegar aos 30, não estou a pensar em todas as coisas que preciso de fazer, estou apenas a pensar em aproveitar este dia. E estou pronta para abraçar os 27! Os 26 foram bastante duros, não posso dizer que tenha acontecido nada propriamente de mau mas tenho lutado muito internamente com os meus demónios interiores e lentamente tenho-me sentido melhor e estar um ano mais velha não me está a deixar ansiosa o que é um feito.

Se o vosso aniversário é importante para vocês digam-nos ao Mundo, ninguém vai adivinhar. Sejam bons para vocês próprios!



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *