5 Formas de Conservar Ervas Aromáticas

by Cath
0 comment

É incrível como as ervas aromáticas podem transformar um prato. Dá um sabor que é difícil de conseguir de outra forma. Para além disso, dá mais nutrientes à nossa comida, a salsa por exemplo é rica em vitamina C, e pode reduzir o nosso consumo de sal pois o sal muitas vezes é usado como itensificador de sabor, com ervas aromáticas não é preciso tanto sal. Perfeito para todos os hipertensos que existem em Portugal.

Basta usar ervas aromáticas e um prato simples muda completamente. Um bom exemplo é uma omelete, sem ervas aromáticas é bom, mas quando se põe cebolinho ou salsa é mais saboroso e parece mais refinado.

Porquê conservar ervas aromáticas?

Eu tenho algumas plantas de ervas aromáticas a crescer em vasos, a minha versão de jardim num pequeno apartamento, mas compro com frequência ervas aromáticas nos mercados porque não tenho todas as que gosto de usar no dia-a-dia.

O problema é que as ervas aromáticas costumam-se vender em ramos e como somos só 2, tenho dificuldade em usar todas as ervas aromáticas que compro. Por isso prefiro conservar as ervas aromáticas antes que se estraguem, reduzindo assim o meu desperdício alimentar.

Antes de conservar as ervas aromáticas, desperdiçava imenso e muita coisa acabava no lixo.

Uma outra vantagem de preservar ervas aromáticas é que podes comprar local. Compras as ervas aromáticas quando estão em estação, não precisas que elas viajem muito até chegar a ti, reduzindo assim a tua pegada ecológica.

É tão bom sentir que sabemos onde vem a nossa comida e ao mesmo tempo apoiar um projeto local. Que aquele manjericão que estou a comer foi produzido localmente e que o comprei quando estava na época dele.

Faz-me também apreciar melhor cada estação. Cada estação dá-nos estes produtos e se não está no mercado ou na feira a ser vendido, provavelmente não está a ser produzido perto de mim.

Antes de conservar

Antes de conservar, deve-se garantir que as ervas aromáticas estão no melhor estado possível.

Queres extrair o maior sabor destas ervas por isso queres que estejam no seu auge.

Começa por retirar ervas secas ou doentes. As ervas secas podem ser usadas para itensificar o sabor ao teu caldo de legumes caseiro ou para fazer chá.

Depois lava-as bem para garantir que não há terra nem pequenos bichinhos na planta.

Seca bem com um pano de cozinha. Se vais congelá-las em água (ver mais abaixo) não precisas de as secar, para todos os outros métodos, convém que estejam bem secas. Isto é para evitar qualquer humidade que possa incentivar o crescimento de bolor.

Como conservar ervas aromáticas

Segue estes métodos para que conserves as tuas ervas aromáticas por mais tempo.

Pode ser tanto caso tenhas muitas plantas a dar muito e queres aproveitá-las para cozinhar com elas mesmo quando não estão em estação ou para conservar os restos de ervas aromáticas que compraste e assim evitar desperdício alimentar.

Congelar ervas aromáticas em couvetes de gelo

Para mim, a melhor forma de conservar ervas aromáticas é congelar aromáticas em couvetes de gelo em azeite ou água. Não demora muito tempo fazer isto e terás ervas aromáticas durante todo o ano.

Como congelar ervas aromáticas em couvetes de gelo

Picar ervas frescas e transferir para couvetes de gelo. Cobrir cada cubo com azeite ou água e congelar. Depois de congelados, guardar num saco reutilizável ou num frasco de vidro.

Estes cubos durarão cerca de 1 ano no congelador.

Devo congelar em azeite ou água?

Depende inteiramente de ti. Pessoalmente, acho que o sabor das ervas aromáticas conserva-se melhor com azeite. No entanto, se não podes comer gordura por alguma razão, podes congelar em água sem qualquer problema.

Congelar ervas aromáticas inteiras

Se não queres usar couvetes, podes congelar ervas aromáticas sem qualquer líquido. Ocupam menos espaço no congelador mas duram menos tempo pois o contacto com o ar do congelador é maior.

Congelar ervas de caule tenro

Para congelar ervas de caule tenro, como a salsa e os coentros, deve-se picar as ervas e pôr num recipiente fechado no congelador. Quando pronto a usar, basta tirar um bocadinho e adicionar aos teus pratos favoritos.

A desvantagem deste método é que as ervas vão durar muito menos tempo no cognelador, especialmente estas de caule tenro. Não ficarão podres mas vão perder o seu sabor mais rapidamente pois estão em contacto com o congelador. Estas ervas irão durar cerca de 2 meses no congelador. Este método funciona, a minha mãe na verdade gosta de o usar para conservar os seus coentros, mas atenção que irá durar muito menos tempo.

O manjericão ao ser congelado desta forma irá perder a sua cor, ficará muito escuro mas o seu sabor estará lá. Adoro usar este manjericão congelado para dar algum sabor à minha sopa, como vou passá-la não importa se o manjericão é escuro.

Congelar ervas de caule rijo

Congelar ervas de caule rijo, como o tomilho e a sálvia, é mais fácil. Mantêm a sua cor e não é preciso picá-las antes. Basta pôr num tabuleiro no congelador e esperar que congelem.

Se não queres usar os seus caules, depois de congelados, esfrega-os com a mão e as suas folhas irão cair.

Como guardar ervas aromáticas congeladas

Guardar num recipiente fechado no congelador, eu gosto bastante de usar copos de iogurte de vidro mas podes também usar sacos reutilizáveis.

Secar ervas aromáticas frescas

louro e folhas de sálvia secas

Cresci a ver os meus pais a secar folhas de loureiro. Louro é uma erva aromática tão usada na cozinha portuguesa e depois de seca, dura anos. Adiciona um sabor delicioso aos refogados, adoro.

Como o louro, a maior parte das ervas com caule mais rijo, como o tomilho, o alecrim e os oregãos, depois de secos duram imenso tempo, cerca de 1 ano com o seu sabor ao máximo (mas como eu disse atrás, nós usamos louro que foi secado há 2-3 anos sem problemas).

Secar ervas aromáticas de caule tenro como a salsa não funciona muito bem, têm demasiada humidade para serem secas. O melhor para essas é secar mesmo no desidratador ou no forno.

Como secar ramos de ervas aromáticas

Juntar as ervas em ramos e prender com um fio de cozinha (ou um resto de frio, não é preciso ser algo especial!), pendurar de pernas para baixo num lugar fresco e seco e deixar secar por 2-3 semanas.

Não deixar secar ao sol porque os raios de sol vão fazer com que as ervas percam o seu sabor.

Garantir que as ervas estejam completamente secas antes de guardar para evitar que a humidade as estrague. Devem ser duras ao toque.

Como secar ervas aromáticas em tabuleiros

Se, como eu, vives num apartamento com pouca corrente de ar, é muito mais difícil secar ramos inteiros de ervas aromáticas.

Eu prefiro secar as minhas ervas pondo-as todas espalhadas num tabuleiro e deixar a secar numa bancada durante 1-2 semanas. Se tens muitas ervas para secar, podes ir adicionando camadas de folhas e panos de cozinha ou tecido para coar queijo.

A cave dos meus pais é perfeita para secar ramos inteiros, o meu pequeno apartamento nem por isso. Com ramos, é preciso muito mais corrente de ar por isso considero que secar num tabuleiro funciona melhor para mim.

Como guardar ervas secas

Agora que tens as tuas ervas aromáticas secas, queres que aguentem bastante tempo na tua cozinha. Para isso, deves guardá-las num recipiente bem fechado, num local escuro e seco.

Frascos de vidro são muito bons para guardar ervas, até podes reutilizar frascos de molhos que compraste ou frascos de especiarias que entretanto gastaste. Rotula com a data e estás bem para avançar.

Devem-se usar num espaço de 1 ano mas duram mais tempo, apenas tem em atenção que quanto mais cedo forem usadas, maior será o seu sabor.

Desidratar ervas aromáticas

Uma forma rápida de preservar ervas aromáticas é usar um desidratador. Em algumas horas podes secar todas as ervas que tens.

Para isso, basta colocar nos tabuleiros do desidratador e deixar secar cerca de 2-4 horas dependendendo da erva aromática. Ervas com um caule mais tenro são constituídas por mais água por isso necessitarão de mais tempo e mais calor no desidratador.

Se não tens um desidratador mas queres experimentar desidratar na mesma, podes usar o teu forno. Basta pores na temperatura mais baixa que ele tem (normalmente 50ºC) e deixar desidratar por 8-12h. Irá demorar muito mais tempo que o desidratador.

Fazer sal aromatizado com ervas aromáticas

O sal é um conservante natural. O sal faz com que os alimentos libertem a sua água, secando-os. Sem água nos alimentos, a bactéria não consegue crescer porque não tem nenhum ambiente propício para o fazer.

Fazer sal aromatizado é uma boa ideia para usar todas aquelas ervas que não queres desperdiçar e se tens hábito de usar estes sais aromatizados então ainda vais poupar dinheiro porque estes ingredientes são mais caros.

Se nunca usaste este tipo de sal, é muito parecido com sal normal, a única diferença é que dá um sabor adicional sem grande trabalho. Para mim, não há melhor que isto: fácil, barato e melhor comida.

E se não tens ideias do que dar aos teus entes mais queridos que adoram cozinhar, sal aromatizado é uma boa prenda.

Fazer sal aromatizado com ervas aromáticas com caule tenro

Como estas ervas aromáticas têm mais água, é preciso mais sal para garantir que toda a sua água sai.

Para fazer sal aromatizado com ervas aromáticas com caule tenro, misturar 1 parte de ervas picadas com 2 partes de sal.

Fazer sal aromatizado com ervas aromáticas com caule rijo

Para ervas aromáticas de caule rijo, reduzir a quantidade de sal, 1 parte de ervas (usar apenas folhas e não caules) para 1 parte de sal.

Misturar tudo e guardar num lugar escuro, seco e fresco por 1 semana. Depois de pronto, guardar num frasco fechado. Durará cerca de 6 meses.

Estás pronto para conservar ervas aromáticas para durarem mais que uns dias?

Espero que estes exemplos ajudem-te a preservar as ervas aromáticas por mais tempo. A verdade é que não te demora muito tempo de execução, é mais um jogo de espera.

You may also like

Leave a Comment