É importante usarmos RSS

É importante usarmos RSS

Adoro as redes sociais, adoro seguir as pessoas que admiro e ver um pouco da vida delas. É tão mágico que estejamos num mundo em que nos possamos conectar tão facilmente com pessoas de outros países e realidades. Adoro ver as insta stores das minhas bloggers favoritas, os seus tweets, parece que de alguma forma estamos conectados embora a realidade é que muitas vezes é uma relação unilateral. Algo que talvez seja interessante falar noutra publicação, mas hoje gostava de explicar porquê que não podemos apoiar-nos apenas nas redes sociais para seguir os nossos blogs favoritos.

O problema

As redes sociais têm algoritmos para determinar o que nos mostrar, o que é bom porque acabamos por ver publicações mais relevantes para nós mas também é mau porque estamos sempre a evoluir e por estarmos a procurar por algo não quer dizer que agora só estamos interessados nisso. Daí a expressão “bolha nas redes sociais”, vamos-nos fechando a outros temas e opiniões porque o nosso “feed” só nos mostra isso.

As redes sociais têm também o hábito de beneficiar quem publica com mais frequência o que faz com que esqueçamos as bloggers espetaculares que escrevem esporadicamente. E claro que estes algoritmos estão sempre a mudar! Como informática, é normal estarmos sempre a melhorar os nossos sistemas e isso faz crescer uma empresa, inovação é importante! Mas como utilizadora e criadora de conteúdos entendo a consequência destas mudanças.

E com isto tudo, é difícil de continuar a ler e apoiar os blogers que adoramos só usando as redes sociais. Como os meus “feeds” vão mudando de acordo com a minha atividade mais recente, alguns blogs que já não correspondem a esta atividade mais recente acabam por ficar enterrados. Por exemplo, embora eu ultimamente pesquise mais sobre ser mais amiga do ambiente não quer dizer que não quero continuar a ler blogs sobre trabalhos manuais. Além do mais visto que novas publicações estão sempre a aparecer, se ficam durante a semana mais offline como eu, muitas delas vão desaparecer no meio da confusão.

A solução

A alternativa? RSS, o nosso amigo esquecido. Com RSS, as publicações dos blogs ficarão sempre à minha espera, mesmo depois de um mês ou um ano, nunca ficarão perdidas no meio das novas fotos/novidades/tweets.

Antigamente, maior parte de nós usava o Google Reader para estar a par das atualizações dos blogs. Lembro-me claramente quando li que o Google Reader ia deixar de existir. Tinha tantas (mas tantas a sério!) subscrições! Como é que eu ia continuar a estar atualizada? Estava mesmo zangada com a Google, acho que poucos foram os meus amigos que não ouviram o meu discurso sobre porquê que este serviço não devia ser descontinuado.

Na altura, fui ver alternativas porque não ia conseguir viver sem um agregador de notícias. A opção mais popular era o Feedly mas não gostava muito da sua UI. O Bloglovin’ era interessante mas não gostava particularmente da barra superior.

Eventualmente, visto que tinha capacidades e um servidor de web (onde o blog está hospedado), instalei o Tiny Tiny RSS e importei as minhas definições do Google Reader. Achei uma ótima alternativa para mim.

Contudo, quando saí da universidade e comecei a trabalhar, passei imenso tempo desconectada. Esta mudança na minha vida foi super difícil para mim, passar 8h num sítio, numa nova cidade, demorou algum tempo esta adaptação e consumia-me o suficiente para não conseguir fazer mais nada. Tinha também imensas dores de cabeça por estar tanto tempo à frente do computador.

Podemos parar um segundo e celebrar quão maravilhoso é o corpo humano? Na altura eu não ia para o computador depois do trabalho, nem que me pagassem devido a estas dores de cabeça, e agora posso passar o dia todo no computador no trabalho e ainda ir para o computador em casa.

Pausa terminou! Tudo isto para dizer que, quando voltei ao mundo virtual, já não me lembrava que tinha o meu leitor de RSS e até há pouco tempo estava a usar as redes sociais para ficar atualizada ou a ver todas as semanas se os meus blogs favoritos tinham alterações e claro que assim, muita coisa acabou por fugir.

Eu acho que é por isso que as newsletters são tão populares ultimamente, claro que algumas são muito diferentes que o blog mas prontas são apenas um resumo das suas últimas publicações. Num mundo cheio de distrações, estas newsletters lembram-nos de não nos esquecer dos nossos blogs favoritos.

E por isso é que agora voltei ao RSS. Neste momento estou a usar o Inoreader e estou a gostar bastante. Também existe um serviço chamado Blogtrottr que permite subscrever a um blog, basta por lá a URL do site e o endereço de e-mail e todas as semanas (ou outra frequência) recebe-se um e-mail com as actualizações, como uma newsletter.

Ainda existe o Bloglovin’ que é uma boa plataforma mas, como vos disse anteriormente, não gosto muito de ler lá, por enquanto vou continuar a usar o InoReader.

O que acham? Usam RSS? Se sim, adoraria saber porquê e qual é o vossa plataforma favorita!



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *